quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

#musicoterapia e #saúde: sinergia de cura e harmonia, venha se tratar, syn!

Se você for como eu - e a maioria das pessoas - vai apreciar esse post.

Enquanto navegava pelas redes sociais e colocava meu network em dia, encontrei uma postagem de uma grande amiga que me fez parar, clicar, abrir e mergulhar... na musicoterapia e suas aplicações para a saúde.

As informações são daqui do Brasil e trazem descobertas importantes no campo da pesquisa para a cura de câncer.
Muito bem escrito e com conteúdo rico de detalhes e fontes.
Ao final, você encontra o link para o artigo completo.

O que me chamou a atenção, além da manchete, foram as seguintes informações, que podem nos ajudar a buscar mais equilíbrio e harmonia em nossa breve jornada nessa dimensão energética.

A primeira, sobre os instrumentos musicais e seus efeitos:

PIANO – combate a depressão e a melancolia
VIOLINO – combate a sensação de insegurança
FLAUTA DOCE – combate nervosismo e ansiedade
VIOLONCELO – incentiva a introspecção e a sobriedade
DE SOPROinspiram coragem e impulsividade

A segunda é mais incrível ainda!
Que podemos usar e ajudar a combater determinados sentimentos e estados mentais:

Combater a depressão e o medo excessivo:
– Sonho de Amor, de Liszt


– Serenata, de Schubert


– Guilherme Tell (Abertura), de Rossini


– Noturno Opus 48, de Chopin


– Chacona, de Bach


O ideal é uma sessão diária de meia hora pela manhã.
Combater insônia, tensão e nervosismo:
– Canção da Primavera, de Mendelssohn


– Sonata ao Luar, de Beethoven (Primeiro Movimento)


– Valsa nº15 em Lá Bemol, de Brahmms


– Sonho de Amor, de Liszt


– Movimentos Musicais nº3, de Schubert


Depois de ouvir as peças indicadas, escolha a que deu melhores resultados e escute-a diariamente, antes de dormir
No início os efeitos são leves. 
É preciso um pouco de paciência e persistência para notar progressos.
Durante a gravidez e para facilitar o parto:
– Concerto para violino, Opus 87B, de Sibelius


– Sonata Opus 56, de Haydn


– As quatro Estações, de Vivaldi


– Concerto Tríplice, de Beethoven


– Concerto para violino, de Brahmms


– Concerto para violino, de Tchaikovsky


Ouvidas alternadamente, por períodos durante a gravidez e nos dias que
precedem ao parto, estas peças geram bem-estar e contribuem para o nascimento de crianças tranquilas.
Para melhor estimular a memória:

– Concerto em Dó Maior para bandolim, corda e clavicórdia, de Vivaldi


– Largo do Concerto em Dó maior para Clavicórdia, BMW 976, de Bach


– Spectrum Suíte, Confort Zone e Starbon Suíte, de Stephen Halpern



Fazer sessões de 1 hora, pela manhã, ao acordar. Alterne cada peça, a cada dia.

Para favorecer a interiorização e a meditação:

– Concerto nº2 para Piano, de Rachmaninov (último movimento)


– Concerto em Lá menor para piano, de Grieg (primeiro movimento)


– Concerto nº1 para piano, de Tchaikovsky (primeiro movimento)


Ouvir qualquer peça durante 10 minutos antes da meditação. 

É importante enfatizar que a música não é um curativo eficaz em si mesmo, mas que seus efeitos terapêuticos resultam de uma aplicação profissional durante um processo terapêutico.

Gostou?
Eu incluí aqui os links das músicas, para - caso queiram e possam - clicar e ouvi-las de imediato... assim já podemos avançar nessa deliciosa e vibrante terapia.

Conte nos comentários o que já fez... qual música e efeito encontrou... essa troca de experiências é importante e vai ajudar aos desconfiados e interessados a também praticarem.

Que possa lhe ajudar, assim como já faz comigo há alguns anos, syn!

Fonte: http://bit.ly/1TQ9iZY 


PS: Se gostou, compartilhe com familiares, amigos e nas redes sociais. Se tiver dúvidas ou queira compartilhar suas sensações, deixe seu comentário e conversamos. Syn! Vibro que aprecie muito!

curta.contate.siga.vamos.juntos
     

Nenhum comentário:

Postar um comentário